quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Uma porta dentro da outra...

Ontem 23/10/2012 foi ministrada na igreja Servos das Nações uma palavra de impacto, pois a Palavra de Deus jamais volta vazia, dentro da campanha reedificando os meus muros. Em algum momento da ministração foi lançada uma palavra profética, onde uma porta se abriria dentro da outra, independente do contexto e do grau de responsabilidade, neste momento eu percebi que um leque se abriu na minha frente com uma pergunta que não quer calar.

Neemias com toda sua sabedoria e ousadia em reedificar a cidade onde seus pais foram sepultados, com toda a direção em Deus, pois sabia que com toda sua fé existia também o temor em colocar em prática aquilo que ele aprendeu, em honrar seus pais, honrar a Deus acima de todas as coisas e como primordial ele dava testemunho de vida, com isso exercendo aquilo que chamamos de prosperidade, além de falarmos financeiramente, toda a sua vida ia bem. Copeiro do chefe, um cargo de excelência, um salário digno, em um todo ele não tinha precisava largar tudo para reedificar os muros de um lugar que aos olhos humanos estava perdido.

Como meta ele precisava chegar em Jerusalém.

Pergunta que não cala. Onde precisamos chegar??????

Antes de entrarmos no contexto da pergunta, analiso pelas escrituras que algo moveu o coração de Neemias, além de toda a sua herança como família, toda a sua história, ele se moveu, se compadeceu pelo povo que sobreviveu ao cativeiro mas que passava por grande sofrimento e humilhação. COMPAIXÃO que ato lindo para alguém para Neemias - homem de fé... Sentimento de incomodo pois ele estava bem, mas seus "irmãos" não.

Independente dos erros que o povo tivesse cometido, por maior a consequência dos pecados que ocasionou aquela situação, ele sabia que existia um Deus que era fiel e poderoso para perdoar e mudar a história, transformando maldição em benção.

Mas para toda ação é necessário uma reação. Reação que Neemias vinha plantando por anos, dias, um tempo que não preciso especificar, mas temos certeza que ele colheu o bem do Senhor, do rei e de todos aqueles que o conhecia. Com toda a sua história o rei se manifestou com atenção providenciando aquilo que ele precisava para chegar em Jerusalém.

ONDE PRECISAMOS CHEGAR? Faz com que outras perguntas se formem no meu ser, pois como tem sido o meu testemunho nesses últimos dias? Será que tenho agradado a Deus? Será que tenho agradado ao rei? Pois eu preciso chegar na NOVA JERUSALÉM, mas antes é necessário que nasça em meu coração, no teu coração o anseio em ajudar aqueles que BENDIZEM AO NOME DO SENHOR, temos que pregar a palavra, CLAROOOOOOO, salvação é essencial... Mas devemos amar, cuidar, zelar, tratar mais aqueles que professam o nome do Senhor...

Palavra que o Senhor me deu nesta madrugada 04:35hrs...

God bless you!!!

Ana d'Oliveira