quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Uma porta dentro da outra...

Ontem 23/10/2012 foi ministrada na igreja Servos das Nações uma palavra de impacto, pois a Palavra de Deus jamais volta vazia, dentro da campanha reedificando os meus muros. Em algum momento da ministração foi lançada uma palavra profética, onde uma porta se abriria dentro da outra, independente do contexto e do grau de responsabilidade, neste momento eu percebi que um leque se abriu na minha frente com uma pergunta que não quer calar.

Neemias com toda sua sabedoria e ousadia em reedificar a cidade onde seus pais foram sepultados, com toda a direção em Deus, pois sabia que com toda sua fé existia também o temor em colocar em prática aquilo que ele aprendeu, em honrar seus pais, honrar a Deus acima de todas as coisas e como primordial ele dava testemunho de vida, com isso exercendo aquilo que chamamos de prosperidade, além de falarmos financeiramente, toda a sua vida ia bem. Copeiro do chefe, um cargo de excelência, um salário digno, em um todo ele não tinha precisava largar tudo para reedificar os muros de um lugar que aos olhos humanos estava perdido.

Como meta ele precisava chegar em Jerusalém.

Pergunta que não cala. Onde precisamos chegar??????

Antes de entrarmos no contexto da pergunta, analiso pelas escrituras que algo moveu o coração de Neemias, além de toda a sua herança como família, toda a sua história, ele se moveu, se compadeceu pelo povo que sobreviveu ao cativeiro mas que passava por grande sofrimento e humilhação. COMPAIXÃO que ato lindo para alguém para Neemias - homem de fé... Sentimento de incomodo pois ele estava bem, mas seus "irmãos" não.

Independente dos erros que o povo tivesse cometido, por maior a consequência dos pecados que ocasionou aquela situação, ele sabia que existia um Deus que era fiel e poderoso para perdoar e mudar a história, transformando maldição em benção.

Mas para toda ação é necessário uma reação. Reação que Neemias vinha plantando por anos, dias, um tempo que não preciso especificar, mas temos certeza que ele colheu o bem do Senhor, do rei e de todos aqueles que o conhecia. Com toda a sua história o rei se manifestou com atenção providenciando aquilo que ele precisava para chegar em Jerusalém.

ONDE PRECISAMOS CHEGAR? Faz com que outras perguntas se formem no meu ser, pois como tem sido o meu testemunho nesses últimos dias? Será que tenho agradado a Deus? Será que tenho agradado ao rei? Pois eu preciso chegar na NOVA JERUSALÉM, mas antes é necessário que nasça em meu coração, no teu coração o anseio em ajudar aqueles que BENDIZEM AO NOME DO SENHOR, temos que pregar a palavra, CLAROOOOOOO, salvação é essencial... Mas devemos amar, cuidar, zelar, tratar mais aqueles que professam o nome do Senhor...

Palavra que o Senhor me deu nesta madrugada 04:35hrs...

God bless you!!!

Ana d'Oliveira

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Voltando a carregar a Arca...

6 passos... sem ter o sétimo passo, paro pra pensar e para ter certeza que isso refere- a perfeição... Quando entendemos o que é carregar a Arca, vivemos uma vida diária de adoração e sacrificio. Em todo tempo e em todas as circunstâncias colocamos a adoração em primeiro lugar, a melhor maneira de se achegar até Deus é através de um coração quebrantado, sincero e humilde. 

Pular a etapa do sacrificio faz com que algumas etapas sejam deixadas para trás, mas também por contra partida, gastamos energias e não recebemos o renovo pois há alegria, paz, cura.... Deus habita em meio aos louvores...

Voltar a carregar a Arca significa nada mais nada menos do que voltar ao primeiro amor... Deus criou todas as coisas em 6 dias e no sétimo dia, Ele descansou... 6 passos... o sétimo???? Paramos para adorar... Ai q coisa linda servir a Deus de coração...

Obrigada Jesus!!!!!!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dia de pensar...mesmo sem querer a vida nos faz pensar...

Agora 14:12hrs...Pela janela de um prédio no centro de SP vejo pessoas indo e vindo, algumas andando e olhando a paisagem, outras correndo, pedindo informações, outras olhando pra cima, outras com olhar pensativo e outras com os olhos fitos no chão.

Para cada pessoa conseguimos fazer o esteriótipo exterior, pelas roupas julgamos o que aquela pessoa gosta de ouvir, pelo modo como senta identificamos se a pessoa está aceitando ou não a conversa...

Não existe meio termo, não aceitamos desculpas e com nossos pensamentos julgamos uma amizade, decidimos que se não temos amigos outras pessoas também não podem ter... Tristeza saber que muitos gostam de destruir amizades... sendo que os melhores amigos são aqueles que nos acompanham na alegria mas principalmente na tristeza.

Amigos não são aqueles que nos trazem fofocas...pq eles também levam. Sábio pensamento da minha avó Dona Luiza. Amigo é simplesmente amigo... quando não temos o que oferecer, eles nos oferecem um ombro e junto uma bala de banana...

Mesmo assim diz a Bíblia que coisas piores aconteceriam...mas em todas as coisas eu preciso ver o cuidado de Deus sobre mim...

Pensamentos...pensamentos...

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O que acontece quando intercedemos uns pelos outros no Reino Espiritual?

Dificilmente hoje em dia alguém quer deixar as suas necessidades, problemas e dores para ajudar alguém a se levantar, a enxergar e até mesmo a viver a vida que Deus nos deu.

O mundo hoje em dia mais do que em todos os tempos se encontra individualista, egoísta e sem amor. Vivemos em dias onde as pessoas buscam a realização pessoal, profissional até mesmo ministerial, mas na maioria das vezes não trabalham com sentimentos ou preocupações em ajudar e sim em destruir uns aos outros, na linguagem popular, não se importam em puxar o tapete.

Como estamos buscando a excelência do caráter que Cristo tem para nós, aprenderemos que quando colocamos nossa vida a disposição do Reino, todas as coisas mudam, onde existiam trevas, agora luz, no lugar da doença, cura; no lugar dos vícios, libertação; no lugar do desamor, amor; e assim por diante. Mas com tudo isso devemos lembrar sempre que o inimigo das nossas almas tentará mais do que nunca nos matar de todas as maneiras possíveis.
Em segundo lugar quando intercedemos uns pelos outros, entendemos o amor que Jesus sente por nós, vai além do que pensamos ou sentimos; pois na posição de intercessores sentimos o que a pessoa passa, podendo identificar através da revelação de Jesus Cristo os pontos a serem trabalhados para que o tratamento de Deus seja eficaz e o nome d’Ele seja glorificado.

A cada passo, a cada conversa, a cada oração, a cada abraço criamos um vinculo de amor e carinho, fazendo com que a realidade que precisamos uns dos outros seja mais séria e verdadeira, com isso fazemos discípulos, semeamos o ensinamento para que lá na frente possamos colher frutos de maturidade de pessoas tratadas, convertidas e com caráter de Cristo.

Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber. 
Atos 20:35

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Todas as coisas cooperam para o bem...



"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito". Romanos 8:28


Como é bom prestar atenção nos detalhes, ainda mais quando deus quer nos mostrar algo, ou simplesmente nos mostrar que independente de todas as coisas, erros, medos, falhas... Ele nos ama!


Desde a semana retrasada uma dor de ouvido quis virar minha amiga intima, não me deixando em momento algum kkk, fui ao médico antes de descer para Itanhaém, tomei os remédios e nada..., na praia então decidi entrar no mar maravilhoso que PAPAI fez, aí piorou tudo e não teve jeito precisei ir ao médico, e na companhia dos meus pastores Guilherme e Márcia, fui e tomei uma Bezetacil e outra injeção na veia, e ainda uma bronca do médico pq jamais e nunca poderia entrar no mar com dor de ouvido...


Nessa mesma consulta o médico passou uma receita com 3 medicamentos, e hj fui ao posto de saúde na rua da minha casa,e consegui pegar o mais caro, onde tomarei durante 5 dias e em jejum.


Mas tudo o que Deus faz é bom, hj acordei com propósito e em jejum, e graças a Deus o primeiro já foi...Aí vc pergunta...Ana, onde vc quer chegar com isso tudo???


Quero te dizer que não basta servir a Deus e não conhecer a sua voz e ainda não obedecer, as vezes prendemos a nossa carne nas coisas deliciosas desse mundo, como um belo café da manhã, um maravilhoso almoço ou uma janta light...até mesmo nos prendemos em coisas que passarão e que não conseguimos abrir mão...Mas para conhecer a Deus é necessário abrir mão de nós msm, das nossas vontades, desejos e viver os planos de Deus, pq verdadeiramente todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.


GOD BLESS YOU.


Isso está no meu diário que ganhei da Adriana Freire Gonçalves


Ana d'Oliveira